Receba as novidades por e-mail!
Home | Sobre | Livros | Autores | Notícias | Conselho Editorial | Contato
Árvore-Terra
Autor(a): Guilherme Ramos Boldrin
ISBN: 9788563853547
Lançamento: 26/10/2013
Formato: 10,5 x 21 cm
170 paginas
Preço: R$15,00

Um copo inadequado para o café que o preenche, cinzeiros e uma escassa luz vespertina, pesada de dobrar pálpebras, como um aquário onde fumaças se insinuam. Ventos que circulam por dentro e por fora, o cheiro de mundo e o escoar das horas. Notas e mais notas, sons, papéis e tinta. Conversas que atravessaram madrugadas, tardes, manhãs, cafés, cachaças, cervejas... Neste sistema, neste pequeno cosmo, condensam-se os ares, sabores e nuances, paixões que por alguns anos estiveram embrionárias nos oceanos que são as ideias do autor destas histórias, dessas geografias. Flutuantes e em atrito constante consigo mesmos e com seus pequenos e vastos planetas, os monstros condensados se liquefazem, se precipitam em todos os afetos incertos, inconstantes, imprecisáveis que percorrem essas páginas. ‘Percorrem’, porque é disso que se trata. Este não é um livro sobre sólidos, trajetos ou personagens, tão pouco sobre suas sombras ou seus passados. É, no entanto, um livro sobre fluidos, pensamentos-substância, fumaças, ou qualquer coisa que ainda não tenha chegado, mas já esteja de partida. Formas sem contorno, sem lugar, que residem no tempo, num tempo entre tempos, em arestas de memórias terceiras. E como são encantadores! Como são magicamente tangíveis, preocupantemente próximos. E essa foi a maneira que o autor encontrou de dar vida a seus monstros, em mundos feitos deles mesmos, da sua própria matéria, de metástase, de uma beleza visceral e difusa. Nesse mundo não há algo como uma verdade, como um fato, não há nada que não esteja em trânsito, que não esteja latejantemente vivo. Portanto, como bem o percebeu o autor, não há necessidade de “nomes”, de “endereços”. Nesse mundo não é possível que haja uma única Ana, e que essa não seja muitas, não é possível que em Ana não caiba uma multidão. Em cada uma dessas histórias, divididas ou não, há um universo que ebule e se manifesta em cada uma de suas partículas, de seus detalhes, de suas poeiras. Essa leitura, já os antecipo, não é uma visita, é um mergulho. Para a sua mais adequada fruição, leitor, não se muna de lentes, de conceitos, de entendimentos, mas desligue-os, desprepare-se. - Guilherme Ubeda

Outros livros desta categoria:

Convidados Para a Morte
De: D´Almeida
Simplesmente João
De: Adriana Silva
Deus Me Acuda
De: Renato Castanhari Jr.
Ato Penitencial
De: Regina Baptista
www.editoracoruja.com.br ® Todos os direitos reservados | Política de Privacidade | Contato
Desenvolvido por